(85) 99263-5955

Ligue E Participe

PEDIDOS
VÍDEOS
Baixe o Flash Player para ver este vídeo
ENQUETE
    Nenhuma enquete cadastrada!
Notícias

Petróleo Brent cai abaixo de US$ 100; bolsas internacionais têm queda

Bolsa de Hong Kong fechou em queda de 6,20%, enquanto a de Xangai registrou baixa de 4,95% por preocupações com o aumento de casos de coronavírus na China.

15 de maro de 2022 às 10h17min

Os preços do petróleo ampliaram as perdas nesta terça-feira (15), caindo para uma mínima de duas semanas, em meio a expectativa de demanda mais lenta com a desaceleração do crescimento econômico chinês e de avanços nas negociações de cessar-fogo entre a Rússia e a Ucrânia.

Perto das 9h (horário de Brasília), o petróleo do tipo Brent era negociado em queda de 7,17%, a US$ 99,24 o barril, e o contrato do petróleo WTI tinha baixa de 7,70%, cotado a US$ 95,08 o barril.

Na véspera, o Brent recuou US$ 5,77, ou 5,1%, e fechou a US$ 106,90 o barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) caiu US$ 6,32, ou 5,8%, para fechar a US$ 103,01.

 

"As expectativas de desenvolvimentos positivos nas negociações de cessar-fogo Rússia-Ucrânia reforçaram as esperanças de aliviar o aperto no mercado global de petróleo", disse Toshitaka Tazawa, analista da Fujitomi Securities.

 

"Os novos bloqueios para conter a pandemia de Covid-19 na China também levantaram preocupações com a demanda mais lenta", disse ele.

 

O Brent já perdeu quase US$ 40 desde que atingiu US$ 139,13 por barril em 7 de março. Já o petróleo dos EUA caiu mais de US$ 30 desde que atingiu seu maior nível desde 2008, de US$ 130,50 por barril, há cerca de uma semana.

 

Bolsas da Ásia

 

As principais bolsas de valores da Ásia fecharam em forte baixa nesta terça-feira, com o aumento de casos de Covid-19 na China ameaçando as perspectivas para a segunda maior economia do mundo.

A Bolsa de Hong Kong encerrou a sessão em queda de 6,20%, enquanto a de Xangai registrou retrocesso de 4,95%, prejudicada pela baixa expressivas dos valores das empresas de tecnologia devido ao confinamento da cidade chinesa de Shenzhen, um centro tecnológico. Em Hong Kong, o índice Hang Seng perdeu 6,20%. Já a Bolsa de Tóquio encerrou a sessão em leve alta de 0,15%.

 

Os mercados também reagiram às possíveis sanções contra a China caso Pequim responda ao pedido da Rússia de ajuda militar e econômica para a guerra na Ucrânia.

 

Europa

 

O mercado europeu também iniciou o dia em baixa. Perto das 9h (horário de Brasília), a Bolsa de Frankfurt operava com queda de 1,27%, a de Paris recuava 1,30% e a de Madri perdia 0,22%. Já a Bolsa de Londres tinha baixa de 0,88%.

OUTRAS NOTÍCIAS

CONTATO

[email protected]

(85) 99263-5955

Redes Sociais